Suspeito de matar PM a pedradas e tiro é transferido para Belém

G1 Pará

Marco Antônio Correa, cabo da Polícia Militar
Nesta sexta-feira (25), foi transferido para o Pará Admir da Silva Reis, preso perto de Florianópolis (SC), suspeito de ter assassinado um policial militar em Belém. O crime ocorreu em setembro de 2015, no conjunto Jardim Sevilha.
Admir será levado para a Delegacia de Homicídios, e depois encaminhado para a Central de Triagem em São Brás, de acordo com a Polícia Civil.
Segundo a polícia, Admir é suspeito de envolvimento no assassinato do cabo Marcos Antônio Corrêa, 47, morto a pedradas, pauladas e um tiro, em 6 de setembro do ano passado, no conjunto Jardim Sevilha, em Belém. Segundo o delegado Eduardo Rollo, responsável pelo inquérito, Admir fugiu para Santa Catarina em 23 de novembro de 2015, e desde então morava em Navegantes. Outro envolvido no mesmo crime, Adelson Ribeiro da Paixão, 26 anos, está preso desde janeiro deste ano.
De acordo a Polícia Civil, a vítima foi ao conjunto Sevilha para deixar a esposa na casa de uma amiga, e ela teria se envolvido em uma colisão entre dois carros no final do conjunto. Moradores do local teriam seguido a condutora e iniciado uma discussão com Marco Antônio, que foi agredido e atingido por um tiro na nuca.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ITAITUBA//PA: NA TARDE DESTE DOMINGO GU CORPO DE BOMBEIRO ACHAM O JOVEM DESAPARECIDO EM RIO.

Homem e alvejado a tiros em Santarém