Itaituba: Ladrão da "bom dia" e assalta estudantes ainda agradece pelos celulares.

Bandido deu bom dia, pediu os celulares, agradeceu e saiu; assalto aconteceu na praça do cidadão

Na manhã deste sábado (17), por volta das 10h30, três jovens estudantes, de 16 e 17 anos, foram abordadas e assaltadas por um bandido em posse de arma de fogo. Três celulares foram levados.

O crime aconteceu na praça do cidadão, bairro Bom Remédio, um local movimentado que não intimidou o bandido que estava em uma bicicleta.

“Ele chegou educado ainda, deu Bom dia e passe o celular. Depois que entregamos os celulares ele ainda falou obrigado.” Disse uma das vitimas

As estudantes estavam sentadas no banco da praça aguardando a chegada do professor de educação física para aula que seria realizada no local.

De acordo com a vítima o bandido é moreno, estava de camisa preta, bermuda jeans e chapéu preto. Ele tem uma tatuagem no pescoço com a frase; “tudo posso” e “Deus é Fiel”.

O caso foi registrado na delegacia de Polícia.

Fonte: Portal Giro

COMPARTILHAR:

CASA DE REGINALDO CAMPOS, RÉU DA 'PERFUGA', PODE SER VENDIDA POR R$ 690 MIL

Foi publicada na edição do Diário Eletrônico do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, na quarta-feira (14), decisão do juiz Rômulo Nogueira de Brito, da 2ª Vara Criminal da Comarca de Santarém, no oeste do Pará, que aceita proposta de R$ 690 mil, pela casa do ex-vereador Reginaldo Campos, réu da operação “Perfuga”. O imóvel foi avaliado em R$ 976 mil e colocado à venda em leilão, no mês de outubro, foi destinado pelo réu dentro do seu acordo de colaboração premiada.

No leilão, apenas duas propostas foram feitas pelo imóvel, mas estavam bem abaixo de 50% do valor de avaliação, por isso, a Justiça abriu novo prazo para que pessoas interessadas na compra da casa pudessem protocolar na secretaria da 2ª Vara Criminal, novas propostas.

Duas propostas foram feitas após o leilão, sendo uma de R$ 600 mil e outra de R$ 690 mil, dentro da Ação de Alienação Judicial Criminal. O juiz Rômulo de Brito submeteu as propostas à avaliação do Ministério Público, que emitiu parecer favorável à proposta de maior valor, justificando o atendimento do interesse público, uma vez que os valores arrecadados serão devolvidos aos cofres públicos, para uma resposta à sociedade, sobretudo, na área da saúde.

Em sua decisão, Rômulo de Brito, escreveu: “Não verifico óbice à venda do bem, nos moldes do parecer ministerial. É que o terreno edificado colocado à venda, é fruto de acordo de colaboração premiada, que teve por principal escopo arrefecer os danos causados aos cofres públicos, os quais foram solapados em ações criminosas orquestradas, neste município, através de agentes políticos locais com auxílio de servidores e terceiros intermediários (...). Ante todo o exposto, com base no parecer ministerial e na fundamentação ao norte lançada, este Juízo aceita a proposta oferecida”.

O juiz fixou prazo de três dias, contados da data da publicação da decisão para que as pessoas que subscreveram a proposta, compareçam à Secretaria da 2ª Vara Criminal para, através de boleto bancário, vinculado em conta judicial no processo, efetuem o pagamento de R$ 138 mil a título de entrada.

Fonte: G1 Santarém 

COMPARTILHAR:

Secretário de meio ambiente Bruno Rolim, poderá ser o herdeiro político de Valmir Clímaco.

O atual cenário político de Itaituba está propenso a novas figurinhas ganharem destaque com a inelegibilidade do atual prefeito Valmir Clímaco. Surgem especulações sobre quem vai receber a sua "bênção". 

Um dos grandes nomes para ser o seu  sucessor nas eleições 2020 é o seu atual secretário de meio ambiente Bruno Rolim, que vem ganhando notoriedade à frente da secretaria.

COMPARTILHAR:

Mulher Explode Durante Sexo Em Quarto De Motel E Complica Vida Do Namorado

Mulher “explode” e morre durante ato sexual com policial militar

O Policial Militar Adelson Santos, 43 anos, foi com sua namorada, Jan Cleide Barros, 32 anos,
curtir momentos de prazer em um motel da Zona Sul de Manaus, no Amazonas.

O que aconteceu a seguir foi típico de filme de ficção científica. A mulher simplesmente explodiu
durante a relação.

Pelo menos, foi essa a impressão que o policial teve, porque, segundo o jornal “O Maskate”, durante o ato sexual, a Jan Cleide passou mal e começou a esguichar sangue por todos os lados, pintando de vermelho até o teto do quarto. Adelson diz que ligou para a recepção, mas era tarde e Jan Cleide morreu em minutos.

Desesperado, Adelson foi até a casa da família da namorada explicar o inexplicável, mas não adiantou
nada e ele foi preso sob suspeita de assassinato.

Adelson insistia em dizer que era inocente e que a moça, sem que ele fizesse nada,
“explodiu” durante o ato sexual. Ninguém acreditava em Adelson.

A polícia foi até o tal
motel e achou o cadáver da moça, completamente nu, estirado ao chão. O quarto,
segundo consta, apresentava manchas de sangue em todas as paredes e até no
teto.

O policial só foi solto depois que saiu o laudo do Instituto Médico Legal, que apontou como causa da morte um acidente cardiovascular (AVC) raro e externo, ocasionando uma hemorragia tão forte que as veias da cabeça da mulher não aguentaram a pressão e, de fato, elas “explodiram”.

COMPARTILHAR:

PF prende em Roraima único brasileiro condenado por genocídio

A Polícia Federal prendeu em Roraima o garimpeiro Pedro Emiliano Garcia, o único brasileiro que já foi condenado por genocídio.


Sua prisão foi decretada em setembro, como parte de uma operação conjunta da PF e do Exército contra a mineração ilegal na Terra Indígena Ianomâmi. Foram cumpridos 77 mandados judiciais, entre os quais 29 prisões decretadas pela Justiça Federal, em Boa Vista.

Em 1997, Pedro Emiliano Garcia foi condenado pela Justiça Federal a 20 anos de prisão por genocídio. Ele foi o líder do que ficou conhecido como “massacre de Haximu” em 1993, quando 16 ianomâmis, incluindo quatro crianças e um bebê, foram mortos a tiros.

Pedro Emiliano era dono das balsas usadas no garimpo em rios na região, perto de áreas habitadas por índios, que acabavam pedindo bens como uma espécie de troca pela invasão de suas terras. Alguns índios teriam atacado garimpeiros após uma discussão em que ficaram descontentes com o que receberam, e após o fato aconteceu a retaliação.

A prisão de Pedro Emiliano Garcia ocorre como parte das ações da Polícia Federal contra os empresários que atuam no abastecimento aos garimpos, atividade considerada a parte mais lucrativa da cadeia do tráfico de ouro ilegal.

O Ministério Público do Trabalho apontou a ocorrência de trabalho escravo nos garimpos da Amazônia. Mantidos em condições extremamente adversas no campo, os garimpeiros pobres servem de cobertura para uma atividade empresarial altamente lucrativa que envolve a cadeia de produção em Roraima e a distribuição do ouro no mercado do Rio de Janeiro e de São Paulo.

COMPARTILHAR:

Após críticas, Mourão decidi viajar separado de Bolsonaro

Após ser criticado por uma falha primária de segurança, o vice-presidente eleito, general Hamilton Mourão, decidiu viajar em aeronave diferente da do presidente eleito Jair Bolsonaro durante a transição. 

Nesta terça-feira, 6, os dois viajaram juntos do Rio a Brasília no mesmo avião da FAB.

Nesta quinta-feira, 8, Mourão previa voltar para o Rio na mesma aeronave que o presidente eleito. Nesta quarta-feira, 7, porém, o general reformado afirmou voltará para a capital fluminense em voo comercial. 

Este deve ser o protocolo a ser seguido daqui em diante.

COMPARTILHAR:

Médico é despedido sem aviso prévio e atende os pacientes da rede pública na calçada


Rodrigo Ferreira Gomes é médico clínico-geral e de saúde da famíliade.Aos 31 anos, ele atuava no Hospital Maternidade João Ferreira Gomes,no bairro Padre Lima, em Itapajé. Contudo, de acordo com a matéria publicada no jornal O Povo, assim que ao hospital, recebeu a notícia que havia sido demitido.

Um dos moradores informou que: ““Quando ele chegou ao hospital hoje pela manhã, um pouco atrasado, já havia médicos de uma cooperativa substituindo ele e outro médico, que foi retirado da função de direção clínica devido à questões políticas, por não apoiar o candidato do prefeito. O Dr. Rodrigo foi informado pela direção que estava exonerado.” Conforme apurado, a demissão ocorreu com a mudança da direção clínica da unidade hospitalar.

Ao saber de sua demissão, não deixou de oberservar a enorme filha que o aguardava do lado de fora: “Meus pacientes estavam me esperando e eu avisei para eles que tinham me demitido, mas que aguardassem pois eu ia atender a todos. Voltei em casa e peguei uma mesa e cadeira”, disse.

Ele, então, decidiu que atenderia os seus pacientes na calçada ao lado do hospital mesmo.

O médico atendendo os seus pacientes na caçada, perto do hospital.

Um morador, muito descontente, asseverou: “Eu me sinto indignado pela falta de respeito.”

Achamos bonito que o profissional mesmo diante de uma situação difícil no campo pessoal, tenha agido com humanidade e colocado o seus pacientes em primeiro plano, atendendo a cada um.

COMPARTILHAR:
Postagens mais antigas → Página inicial